Destinos Eventos

Um Dia Rasta

Written by Bill Milligan

Lições para viver a vida em paz 

Dirigindo através da exuberante selva por um caminho ondulante, e como a quinze minutos de Montego Bay chegamos a nosso destino, uma aldeia rastafári entre uma barreira de colinas, com aves tropicais e altas paredes de bambu. Esse é um dos dezesseis assentamentos rastafári de Jamaica, onde começou a cultura rastafári.

Nesta manhã jamaicana chegamos de visita junto com um grupo de alunos uniformados de preparatória, estas terras, que eram parte de uma propriedade da família Nelson, quem as doou para promover o estilo de vida rastafári. Fomos apresentados por os Nelson a “First Man”, um homem com uma presença imponente que nos levou à aldeia.

Chegamos a uma corrente clara que separa o complexo rasta da fazenda. Cruzar esta corrente representa uma depuração simbólica, antes de entrar a terra sagrada.

À distância escutávamos o relaxante som de tambores, interrompido com breves momentos de staccato. “First Man” explicou em sua voz grave de tom barítono, as muitas plantas, frutas e vegetais nativos usados pelos rastas, que têm uma importância médica. Os tambores, o cheiro a madeira queimada e cannabis criaram um efeito de relaxação. Com nossas inibições reduzindo, começamos à nos abrir a experiência rasta.

À medida que baixamos pela suave ladeira, os tambores e os aromas voltaram mais intensos. Encontramos outros rastas, quem nos ofereceram xícaras cheias de água de coco, que provamos enquanto víamos aos percussionistas numa palhota que se usa para cerimônias e apresentações educativas.

Depois de nossas boas vindas com água de coco, fomos levados a um tour do complexo e nos mostraram os jardins orgânicos com ervas e vegetais. Os rastas utilizam uma variedade de choupanas para diferentes propósitos. Uma delas é uma choupana spa para massagens e banhos com ervas, outra é uma choupana de artesãos, onde criam, expõem e vendem seus artesanatos, também há uma choupana de chá, onde se preparam muitos tipos de chás terapêuticos, há uma choupana Ital onde as mulheres rasta preparam pratinhos vegetarianos, e uma choupana da razão, usada para exposições e apresentações sobre a cultura jamaicana e o estilo de vida rasta.

Nos levaram a uma estufa aberta de madeira com uma panela na que fervia coco ralhado fresco, que se usa para fazer o azeite de coco da culinária Ital.

Na choupana da razão aprendemos a respeito da agricultura orgânica, os perigos dos alimentos processados e a necessidade de que todos compreendam as etiquetas das garrafas, latas e de tudo o que consumimos.

No cume de uma pequena colina tinha um labirinto, criado com bambu talhado. Eles falaram do que a origem destes labirintos vem de centos de anos atrás e que começaram em Ásia. Os chineses criam que liberar o filtro entre o subconsciente e a consciência pode solucionar problemas profundos. Os rastas usam este labirinto para meditar e resolver problemas. No meio desta experiência sensorial agradecemos ser introduzidos a esta cultura rica e variada.

Os rastafáris compartilharam suas crenças com o mundo através de sua música e filosofia, e lhe deram a Jamaica um lugar especial na história. (O lendário Bob Marley foi um rastafári devoto.)

Agora se podem encontrar comunidades rastafári em todos os continentes, mas não há nada igual aos rastafáris de Jamaica, a terra de suas raízes.

O mundo pode agradecer a esta ilha que nutra esta cultura pacífica. Embora que o uso de cannabis é ilegal em Jamaica e em outros lugares do mundo, a cultura rasta incorpora os alimentos sãos e orgânicos, a autossuficiência, a paz, conservação, a educação e o conceito de evitar o álcool.

Embora que não é um estilo de vida para todos, há muitos conceitos positivos do rastafári que podemos adaptar e que podem melhorar nosso planeta e a nós mesmos.

Para maior informação sobre esta aldeia rastafári cerca de Montego Bay, em Jamaica, clique aqui.


Fotos: membro da aldeia entre a abundancia natural; cozinha vegetariana na choupana Ital; o autor com seus amigos rasta; “First Man” fazendo uma purificação no rio. Fotos por Yndiana Montes

About the author

Bill Milligan

Bill Milligan M.D. entered into private practice, in Cherry Hill, N.J., where he spent twenty-five years in solo practice. Always interested in alternative medicine and proper diet, along with a holistic outlook, he entered into Qi Gong training in Philadelphia. After many years of training, he found Eden Energy Medicine becoming one of a few Medical Doctors who certified in Energy Medicine.